Música

BBMAs 2017: Carreira solo de Camila Cabello, mudança de estilo de Miley Cyrus e Icon Award para Cher

BBMAs 2017: Carreira solo de Camila Cabello, mudança de estilo de Miley Cyrus e Icon Award para Cher

Ontem, dia 21 aconteceu em Las Vegas a 25a edição da Billboard Music Awards. Como as protagonistas do nosso site são as DIVAS, vamos priorizá-las nesta matéria da premiação.

Nicki Minaj abriu a cerimônia com uma medley de “No Frauds” + “Light My Body Up” + “Swalla” + “Regret In My Tears”.

Pela primeira vez, Camila Cabello apresentou duas músicas solo na premiação.  A ex-integrante do Fifty Harmony cantou “I Have Questions” e “Crying In The Club” (performance abaixo). O novo álbum de Camila será lançado em setembro.

Quem mudou de estilo na música e na vida também foi a Miley Cyrus. Agora ela está apostando no country e em recente entrevista disse: “Eu não fumo maconha há três semanas, é o maior tempo que já fiquei sem fumar. Eu não tenho usado drogas, nem bebido álcool, estou completamente limpa agora”. Veja a apresentação do novo single “Malibu”.

https://www.youtube.com/watch?v=YkrsIeS_wfQ&feature=youtu.be

É claro que a galera do Twitter não perdoou essa mudança da cantora.

Uma das apresentações mais aguardadas era a de Celine Dion cantando o clássico “My heart will go on”, tema do filme Titanic que neste ano completou 20 anos. Com um vestido em homenagem ao iceberg que afundou o navio (Hahahaha! Brincadeira diva, TE AMO!) de Stephane Rolland, Celine terminou a apresentação emocionada e foi ovacionada de pé pelo presentes.

https://www.youtube.com/watch?v=gxtR_1ToFnA

Aos 71 anos, a homenageada da noite foi ninguém menos que a Deusa das Deusas, Cher. A cantora estava há 15 anos sem se apresentar numa premiação e na noite de ontem foi condecorada com a homenagem de Icon Award em reconhecimento a sua carreira de 53 anos.

Cher apareceu para uma performance de “Believe”, um dos seus maiores sucessos. Na sequência, o Billboard Music Awards exibiu um vídeo que passou os pontos altos da carreira de Cher, como os espetáculos da Broadway, os filmes que lhe renderam o Oscar e o Globo de Ouro, a residência de shows em Las Vegas e as milhões de cópias vendidas. Nesse meio tempo, Cher trocou figurino e peruca e retornou ao palco para cantar “If I Could Turn Back Time”.

E na hora que Cher estava se apresentando, Celine Dion estava conversando com jornalistas. Ela parou a coletiva para acompanhar a apresentação da amiga Cher. Uma diva referenciando outra diva é demais para os nossos corações.

Céline Dion dancing and singing as Cher performs Believe at th...

Quando Céline Dion e Cher estão na mesma premiação, tudo pode acontecer.

Posted by Cher Brasil on Sunday, May 21, 2017